23.9.09



Lost, um cachorro solidário 5€



Sandra Sarmento 7€
PRETINHA (abandonada)
Estou terrivelmente angustiada com a partida uma uma cadelinha muito fofinha que infelizmente encontrei atropelada na rua, um caso entre tantos outros.
Era uma cadelinha pequena, pretinha, nem um ano ainda tinha, muito meiga. Quando a fui socorrer, sinto que estava a sofrer, encostou o focinhito a mim, e deixou-se estar de olhitos fechados...
Levei-a à cliníca veterinária, onde, após as radiografias lhe diagnosticaram uma pata e bacia partidas, graves lesões na bexiga, e uma grande bolsa de sangue nos pulmões, que a impedia de respirar normalmente, disse-me a veterinária q era apenas o início de uma grande infecção.
Durante aqueles momentos foi-me colocado a pergunta: o que fazer?
Decidi-me pela eutanásia, porque não a queria a sofrer...
Hoje, sofro por ela, queria ter feito diferente, queria ter tentado e não o fiz...não consigo estar tranquila... sinto um grande arrependimento e uma dor que me mata...
Uma vela é pouco para aquela pequena, mas é um gesto que me alivia...
infelizmente não posso voltar atrás e nunca vou saber o que teria acontecido.
Perdão, descansa em paz.

2 comentários:

Rute disse...

Não se culpe. A eutanásia, por vezes, é a melhor coisa que lhes podemos dar. E, de qualquer modo, também era muito pouco provável que ela sobrevivesse nessas condições. Aliviou-lhe e encurtou-lhe o sofrimento. Onde quer que ela esteja, saberá disso. Fique em paz.

Veronica disse...

Eu gostaria de a cumprimentar pela sua coragem. O que fez foi um acto de amor. Ainda bem que a Pretinha a teve a si ao lado, para poder descansar em paz e sem sofrimento. Onde quer que ela esteja, ela estará grata por isso. Espero que possa encontrar a paz, na certeza que o seu acto foi um acto de amor.